Quais os benefícios da modalidade dropshipping do e-commerce?

Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin

Você está familiarizado com o processo em que o e-commerce age em conjunto com negócios parceiros? Enquanto a loja fica encarregada de vender os produtos, a responsabilidade de entrega e gerenciamento de estoque fica com outra empresa. Mas você sabia que essa prática se chama dropshipping?

Como um termo originado da junção de duas palavras em inglês, drop e ship — traduzidas em português para “largar” e “remessa”, respectivamente —, esse é um modelo de negócio muito utilizado entre as vendas on-line.

Em termos simples, o dropshipping é responsável por fazer a venda e encaminhar o pedido ao fornecedor, que irá cuidar da entrega e da disponibilidade do produto. Ou seja, o papel do e-commerce nesse caso é ser o primeiro contato do consumidor com o produto.

Apesar de ser um conceito que tem ganhado popularidade na última década, o significado dessa prática não é novo, sendo usado por vários canais de TV para vender seus produtos. Se estiver interessado em entender mais sobre o que é dropshipping, continue lendo o artigo a seguir.

 

Entenda como funciona o dropshipping

Mesmo entendendo o que significa esse termo em inglês, compreender como funciona o dropshipping pode ser confuso, apesar de ser um processo simples na prática. Confira a seguir as cinco etapas:

  1. Os fornecedores repassam os produtos disponíveis ao e-commerce, que os disponibiliza em seu catálogo;
  2. O usuário escolhe o produto no site;
  3. Com o pedido realizado, a loja virtual irá repassar a ordem da solicitação para o fornecedor;
  4. Assim, a empresa fornecedora vai entregar o produto para a transportadora,
  5. A transportadora fica responsável por fazer a entrega do produto pedido.

Esses passos que listamos acima são essenciais para conhecer o funcionamento desse processo, mas para entender como fazer dropshipping, nós separamos três dicas para o gestor de e-commerce. Confira. 

 

Escolha dos fornecedores

O primeiro passo para começar um dropshipping bem-sucedido é se atentar à escolha dos fornecedores. É importante levar em conta não somente o preço cobrado pelos produtos, mas também a qualidade da entrega e se há monitoramento do estoque e do envio, que ajudam no controle.

 

Oferta para os usuários

Assim que tiver escolhido o fornecedor, você deve negociar a quantidade de produtos que serão colocados no catálogo do e-commerce. Como é um processo on time, tanto a loja virtual quanto o fornecedor devem interagir constantemente para que não haja desentendimentos e a experiência do usuário seja comprometida.

 

Transição do fornecedor ao cliente

A entrega e o empacotamento do produto são responsabilidades do fornecedor, assim como gerar o código de rastreio pelo qual o e-commerce poderá acompanhar o trajeto.

É válido lembrar, porém, que em caso de troca ou devolução o e-commerce precisa se envolver, já que a empresa fornecedora teoricamente não existe. É claro que o fornecedor irá fazer a troca e o envio novamente, mas quem faz o contato é a loja virtual. 

 

Quais os benefícios desse modelo para o e-commerce?

Se você está em dúvida se o dropshipping é legal e traz os benefícios certos para o seu e-commerce, confira a seguir três vantagens que esse modelo de negócio pode gerar.

 

Facilidade na hora de empreender

Um dos maiores benefícios das lojas de dropshipping são os baixos custos. Além de você não ter que lidar com os gastos de locação de uma sede ou estoque, uma empresa e-commerce também tem a flexibilidade logística de enviar os produtos e serviços oferecidos para vários lugares do Brasil sem dispensar um capital extra.

 

Disposição de um leque de opções para os consumidores

Outro destaque do dropshipping nacional é a gama de opções de produto que o e-commerce acaba oferecendo, melhorando o UX (User Experience), ou seja, a experiência do usuário. Essa característica é um fator essencial que pode levar à fidelização dos clientes.

 

Oportunidade de escalabilidade rápida e prática

Quem já é empreendedor há algum tempo sabe que se um negócio dobra de tamanho, consequentemente o investimento na estrutura, estoque e outros setores aumenta. No entanto, ao contrário de uma empresa tradicional, o dropshipping não funciona assim.

Isso acontece porque, mesmo com um crescimento acentuado, o e-commerce pode repassar os gastos com estoque e logística para os fornecedores atuais ou novos, fazendo com que eles cumpram com o contrato. Com uma escalabilidade crescente, a companhia consegue crescer sem gerar custos extras.

 

Torne o e-commerce mais dinâmico com a ajuda da Stoom

Como você pôde perceber, o dropshipping é uma modalidade de negócio do e-commerce interessante para o empreendedor. Para ficar atento às novidades do setor de vendas on-line, conte com a Stoom.

No nosso site, além de encontrar um lugar para tirar as suas dúvidas sobre uma plataforma dinâmica e prática para hospedar o seu site, você também encontra um conteúdo sobre as 7 chaves para empreender na área de e-commerce. Acesse e aproveite para conhecer mais novidades desse setor.

Quero receber um
e-book sobre logística no e-commerce